Review | Timothy’s Night (PS5)

Quando Timothy’s Night foi anunciado pela WildSphere eu fiquei muito feliz. O jogo se trata de um relançamento da Timothy vs. the Aliens para o PS5, trazendo consigo visuais repaginados, loadings mais rápidos e suporte ao DualSense. Ambos os jogos foram criados pelo brilhante estúdio localizado na Espanha. Neste review, falarei especificamente sobre as melhorias da nova versão:

A história de Timothy’s Night

Como mencionei acima, a história principal do game não foi alterada. O jogo se trata de um relançamento para o PS5, logo, quase todos os conteúdos continuam o mesmo. Os jogadores controlam Timothy, um mafioso, que se vê encarregado de uma difícil missão: salvar a Terra de uma ameaça alienigena. Para realizar tal feito, Timothy contará com a ajuda de diversos personagens como Elizabeth, a filha do Dom de sua cidade e a de Luciano, um mercador com armas, granadas e chaves.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é PS_App_20210830_033935-1024x576.jpeg
O vendedor Luciano

No geral, a experiência é bem compacta e divertida. O título conta com altas doses de humor e a campanha principal pode ser concluída entre 2 a 3 horas. A grande mudança aqui é na inclusão de duas missões secundárias que ajudam a extender a duração do título. Em uma dessas missões secundárias, precisamos ajudar a coletar 30 caixas do Entregador que foram perdidas durante o ataque. A recompensa é uma chave que abre o cofre de Timothy em sua casa.

A outra missão é bem inusitada. Uma idosa perdeu o seu gato durante a invasão alien. Precisamos coletar 15 peixes na esperança de fazer com que o gatinho reapareça. A recompensa é a chave que permite o uso de um Tanque de Guerra que foi abandonado na cidade. Vale mencionar que a missão secundária dos Hot-Dogs continua no game, liberando a mesma recompensa: a chave do labirinto na mansão do Dom.

No total, agora o título conta com 105 colecionáveis. Para ajudar os players nessa cansativa atividade secundária, os devs colocaram um Detector de Itens que pode ser adquirido na loja por 15 mil de dinheiro. Isso facilita e muito no processo. Também é possível utilizar os carros abandonados para se locomover de maneira mais rápida pelo mapa.

Timothy e o Poder do PS5

As melhorias do jogo graças ao novo console da PlayStation são de assustar. A equipe fez um trabalho impecável aqui que chega a rivalizar com grandes lançamento que contam com um orçamento muito maior. A iluminação está simplesmente fenomenal, os loadings foram praticamente extintos, a trilha sonora com tons de jazz continua coisa de outro mundo e o estúdio adicionou mais cores, tornando a ambientação noir ainda mais especial.

Embora todos os detalhes citados acima tornem a experiência ainda melhor, o grande destaque em Timothy’s Night é o uso do DualSense. O nível de imersão é assustador, ainda mais se tratando de um game de escopo menor. Os recursos fantásticos do controle foram melhor aplicados do que muitos AAA com um orçamento muito maior do que o da WildSphere. Um belíssimo trabalho fruto de uma paixão tremenda!

Timothy’s Night – Vale a Pena!

O estúdio WildSphere entrega um trabalho incrível e histórico. Timothy’s Night é o primeiro exclusivo de PlayStation 5 produzido na Espanha. Tamanha responsabilidade não poderia ser “coroada” de uma forma melhor: o game também consegue ser um dos melhores indies que já tive o prazer de jogar. Com muita diversão e uma duração certa, fica a recomendação para todos que gostam de um bom game de ação que mistura duas temáticas amplamente cultuadas: aliens e máfia!

Timothy's Night
Consegui platinar o jogo no final de semana

PS: Esta análise foi feita com um código do jogo para PS5 cedido pela WildSphere.

Considere ler estes outros reviews:

Apaixonado por Jogos, principalmente por Indies! Você me encontra lá no Twitter: @ruancarlo_silva

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Desconto em Games
Logo
Registrar Nova Conta
Redefinir Senha
RECEBA PROMOÇÕES NO SEU CELULAR
Shopping cart