Desconto em Games

Review – Sword and Fairy: Together Forever (PS5)

RPG de ação apresenta histórica riquíssima e momentos memoráveis na mitologia chinesa

Sword and Fairy: Together Forever se trata do relançamento de Sword and Fairy 7, jogo desenvolvido pela Softstar e que havia sido disponibilizado no Oriente. O transporte para as terras ocidentais está sendo feito pela Eastasiasoft, companhia que também trouxe Xuan Yuan Sword 7. Fortemente pautada na cultura da China, será que vale a pena dar uma chance ao RPG de ação no lançamento? É isso que iremos responder neste review!

A história de Sword and Fairy: Together Forever

Antes de começarmos, preciso deixar claro que o jogo faz parte de uma franquia gigantesca que já dura décadas. Em virtude disso, a lore é incrivelmente densa e complexa e pode assustar um pouco os viajantes de primeira viagem. Ao menos em alguns momentos foi assim que eu me senti. Com pouquíssimo contato com a mitologia chinesa, cada diálogo, inimigo encontrado e cutscene mais serviu como uma aula de história para uma cultura que merece um destaque muito maior do que tem!

blank
Ausência de legendas faz falta no jogo! (Captura de Tela: Ruancarlo Silva)

O enredo trata sobre política, disputas entre os reinos dos humanos, demônios e das divindades e também sobre amizade e fidelidade. Graças ao seu teor de JRPG, temos uma presença massiva de diálogos e textos para serem lidos, o que traz pontos positivos e negativos. Na mesma medida que os personagens são bem desenvolvidos e criamos vínculos com eles e com os locais que visitamos, a jogabilidade em si fica um pouco tediosa em virtude da grande presença de textos e diálogos. Claro que isso diz mais respeito a uma questão de costume, afinal, os RPGs de ação ocidentais focam mais no combate.

Os dois protagonistas, Xiu Wu e Yue Qingshu, são formidáveis e os atores de voz fizeram um trabalho muito competente dando personalidade para ambos. A relação entre ambos é trabalhada e desenvolvida de maneira impecável. Ao todo, levei 16 horas para concluir a história e isso por que deixei cerca de 15 a 20 missões secundárias para trás. Um ponto extremamente negativo para nós jogadores brasileiros é a ausência de legendas em nosso idioma. Em um jogo com tantos diálogos e uma das histórias mais complexas que vi num jogo recentemente, a localização em português faz muita falta!

Everybody is a Kung Fu Fighter!

Um dos maiores brilhos de Sword and Fairy: Together Forever é o combate. Estruturado como um RPG de ação, temos uma equipe composta por 4 integrantes onde cada um tem seu próprio estilo de luta. Yue Qingshu e Xiu Wu são híbridos, usando ataques de espada e magia. Por ser uma divindade, as magias de Xiu Wu são mais poderosas, contudo, Yue Qingshu é capaz de se vincular com espíritos e usar seus poderes especiais, promovendo vantagens incríveis na luta.

blank
Chiru, um dos chefes do jogo (Captura de Tela: Ruancarlo Silva)

Bai Moqing, nossa maga, dispara magias a distância, causando um dano massivo em área. Já Sang You, o atirador, usa uma besta para causar uma quantia enorme de dano em inimigos separados. A melhor parte do sistema de combate é a capacidade de alternar o personagem controlado com apenas dois botões. Tudo funciona de forma fluída e os efeitos das habilidades são belíssimos!

Como todo RPG que se preze, podemos melhorar nossas armas e obter armaduras e acessórios que concedem bônus diferentes. Curiosamente, a complexidade do jogo reside mais em sua história. Os sistemas de progressão são bem simples e intuitivos, demandando pouca atenção por parte de quem joga. Os espíritos, citados acima, também podem ser alimentados e mudar de nível. Cada espírito concede um bônus passivo diferente. Temos 7 espíritos “principais” e 1 secreto.

blank
Qiaoling é o primeiro espírito que obtemos no jogo (Captura de Tela: Ruancarlo Silva)

Por fim, mas não menos importante, também podemos invocar Summons (bem no estilo Final Fantasy) quando o medidor de invocação fica cheio. Esses summons invocam divindades da mitologia chinesa, o que acaba sendo uma maneira maravilhosa de ter um pouco mais de contato com essa cultura!

Admirável Mundo Novo

Graças ao seu tamanho compacto, a exploração em Sword and Fairy: Together Forever é bem linear. Na metade da aventura adquirimos um amuleto que exibe a localização de todos os itens no minimapa, o que facilita ainda mais o processo. Os cenários são divididos em regiões independentes, o que demanda muitas idas e vindas por parte do jogador. Felizmente, o PlayStation 5 praticamente exterminou o loading do jogo, o que torna o processo natural.

Projetadas com o objetivo de extender a duração da aventura, as missões secundárias colocam o jogador cumprindo tarefas básicas para os habitantes dos vilarejos e elas ficam muito aquém da qualidade vista na campanha principal. Além disso, temos um minigame de cartas incrivelmente divertido que segue princípios similares do conhecido pedra, papel e tesoura. Outra atividade, que concede algumas cartas, são desafios de pulos que irritam um pouco. Precisamos escalar plantas que flutuam até chegar ao item. O problema é que os controles não são tão responsivos nesses trechos de plataforma, rendendo muitos momentos de raiva.

blank
Jogo de cartas é incrivelmente divertido (Captura de Tela: Ruancarlo Silva)

Em forma de colecionáveis, podemos obter livros que adicionam entradas no (extenso) glossário do jogo e que revelam detalhes sobre o mundo, inimigos e personagens. É uma excelente forma de ter um pouco mais de contato com a cultura oriental!

Parte Técnica

Como experimentei a versão de PlayStation 5, não tive muitos problemas de desempenho com o jogo. Como mencionei acima, os loadings são praticamente imperceptíveis, os visuais são belíssimos e a trilha sonora é simplesmente excepcional. Em alguns trechos da campanha, o jogador certamente fica na dúvida se o jogo realmente se trata de um projeto de menor escopo.

blank
Cenários do jogo são belíssimos (Captura de Tela: Ruancarlo Silva)

Infelizmente, nem tudo são flores. A falta de um orçamento mais robusto é perceptível nas expressões faciais e na ausência de lipsync. Esses defeitos acabam removendo o impacto de cenas que tinham tudo para ser memoráveis. Também tive um congelamento de tela que me obrigou a fechar o jogo e abrir novamente, resultado na perda de progresso. Felizmente só alguns minutos foram perdidos.

Sword and Fairy: Together Forever – Vale a Pena se você souber inglês

Ultimamente tenho ficado cada vez mais próximo dos jogos chineses. Após belíssimos exemplares inéditos em 2022, Sword and Fairy: Together Forever mostra que a qualidade e o olhar artístico sempre estiveram lá, presos entre fronteiras. Com os devs chineses optando cada vez mais por distribuir seus projetos num âmbito global, quem ganha somos nós jogadores!

É claro que é um processo em construção e alguns detalhes, como a falta de localização em idiomas mais específicos, como o Português, ainda acontecem. Graças a sua história riquíssima e extremamente complexa, só consigo recomendar a compra no lançamento se você for capaz de ter uma boa compreensão do idioma Inglês. Caso contrário, você vai perder uma das principais estrelas do título.

8.3Pontuação do especialista
Ótimo

Com uma história complexa, visuais belíssimos e combate ágil, Sword and Fairy: Together Forever é uma ótima maneira de apresentar a franquia para o Ocidente.

História
8.5
Jogabilidade
8
Desempenho
7.5
Visuais
7.5
Trilha Sonora
10
Pontos Positivos
  • História fantástica
  • Trilha sonora excepcional
  • Combate frenético
Pontos Negativos
  • MUITOS textos e diálogos
  • Sem localização em PT-BR
  • Expressões faciais
  • Lipsync
  • Seções de plataforma

Este review foi feito graças a um código de PlayStation 5 cedido pela publisher.

Escrever
Notificação de
1 Comentário
Antigos
Novos Mais votados
Inline Feedbacks
Ver todos comentários
Edward_Destan

Achei legal, me parece interessante, pena que o jogo não tem legenda PT BR

Última edição 40 minutos atrás by Edward_Destan
Desconto em Games
Logo
blank
RECEBA PROMOÇÕES NO SEU CELULAR
Shopping cart