Desconto em Games

Review | A Musical Story (PS5)

A Musical Story é um jogo diferente de praticamente tudo que você já viu. Desenvolvido pelo Glee-Chesee Studio e publicado pela Digerati, o título mescla diversos gêneros numa tentativa de entregar uma experiência memorável. Diferente da percepção de glamour que a maioria das pessoas possuem em relação aos artistas, o game conta uma história bem diferente, extremamente pautada na realidade.

A Musical Story e a dureza da vida

O jogo conta a história de um guitarrista de uma banda de rock dos anos 70. Contudo, a narrativa não é apresentada de uma maneira padrão. Não existem diálogos ou textos, a história é contada através de cutscenes, demandando que o jogador interprete e entenda o que se passe através das imagens e trilha sonora. Como mencionei acima, os temas são mais realistas, como o vício em drogas. Não espere por uma história de glamour sobre um rockstar.

A Musical Story apresenta uma história impactante (Créditos: Digerati)

Apesar do jeito inusitado de apresentar o enredo, os diálogos e textos tornam-se desnecessários graças a qualidade das cutscenes. A história é facilmente compreendida através da observação das imagens. O cuidado do estúdio também pode ser visto nos temas abordados e serve para apresentar o mundo da música de um jeito um pouco mais sombrio do que o que as pessoas estão acostumadas a ver.

Guitar Hero é brincadeira de criança

A Musical Story é um jogo rítimico, similar a Guitar Hero, contudo, o funcionamento da jogabilidade é beeem diferente e muito mais complexo. As músicas, instrumentais, demandam a perfeição absoluta. O problema é que não existem indicadores bons o suficiente de quando pressionar os botões, tornando a tarefa bem árdua. A equipe por trás do desenvolvimento construiu a jogabilidade dessa maneira com a intenção de passar uma sensação mais realista do processo de aprender uma música.

A jogabilidade de A Musical Story é extremamente confusa (Créditos: Digerati)

O problema nisso é que jogar A Musical Story muitas vezes não é nada prazeroso. Você pode repetir os capítulos numa tentativa de melhorar seu desempenho e conquistar estrelas bônus, contudo, o próprio jogo não incentiva esse replay, visto que ele não permite você tocar a música inteira, apenas frações de cada canção por capítulo. Como a proposta principal do jogo é apresentar sua história, em minha opinião, existe uma grande inconsistência com esse objetivo e a jogabilidade estruturada pela equipe. Por ser um game com grande foco na narrativa, a experiência rítimica deveria ser mais agradável.

A Musical Story: Aguarde Promoção

A parte narrativa e a qualidade da trilha sonora do jogo são definitivamente os pontos mais fortes da obra. Arrisco a dizer que a história chega a ser até necessária nos tempos atuais. Contudo, como apontei acima, a jogabilidade destoa bastante disso, entregando trechos rítmicos bem confusos com uma dificuldade desnecessariamente elevada graças a uma complexidade sem nexo. Como o título vale a pena ser jogado pela história, recomendo aguardar uma boa promoção antes de se aventurar nele.

6.3Pontuação do especialista
Passa de Ano

A Musical Story entrega uma história impactante envelopada numa jogabilidade confusa e desnecessariamente complexa.

Visuais
8
Jogabilidade
2
Trilha Sonora
9
Pontos Positivos
  • História impactante
  • Trilha sonora maravilhosa
  • Cutscenes belíssimas
Pontos Negativos
  • Jogabilidade terrível
  • Pouco fator replay

PS: Este review foi feito com um código do jogo para PS5 cedido pela Digerati.

Escrever
Notificação de
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos comentários
Desconto em Games
Logo
Comparar itens
  • Total (0)
Comparar
0
RECEBA PROMOÇÕES NO SEU CELULAR
Shopping cart