Quem é Tyr e qual deve ser seu papel em God of War: Ragnarok

Tyr finalmente surgiu em God of War: Ragnarok, para a nossa alegria. O jogo teve seu primeiro trailer de gameplay revelado nesta semana, durante o PS5 Showcase. O material veio recheado de informações e, claro, com o combate frenético que tornou a série conhecida mundialmente.

Dentre as revelações, tivemos a confirmação de que Tyr, o Deus da Guerra da mitologia nórdica está vivo. Não somente isso, em algum momento da história do próximo jogo, Kratos e Atreus partirão em uma jornada para resgatar o personagem.

O Tyr do Passado

Antes de continuarmos, vale trazer um rápido adendo sobre quem é Tyr e qual o seu papel dentro da mitologia. Tyr é filho de Odin e uma mulher desconhecida, portanto, Thor é seu meio irmão. Em outro conto, Tyr é colocado como filho biólogico de Hymir, um gigante bastante poderoso. Devido ao seu tamanho enorme no trailer, provavelmente esta será a origem adotada para o personagem. No jogo, ele é retratado como uma “pessoa” que preza pela paz e que gosta de viajar e conhecer outros povos.

Curiosamente, sua imagem lembra bastante a dos Jesuítas. No trailer do jogo, podemos ver a estátua de um homem imponente em um vilarejo. Tudo leva a crer que a estátua foi construída em homenagem a Tyr. Outro detalhe curioso: Tyr é a evolução da divindade proto-europeia Dyeus.

Possível estátua de Tyr no vilarejo

Graças a isso, muitas vezes ele é referenciado como O Viajante. Ele também liderou as construções do Templo no Lago dos Nove. Logo, se temos um sistema de viagem rápida no jogo, devemos agradecer ao Deus da Guerra e da Justiça. Como um arauto da paz, Tyr tentou construir um acordo entre os Gigantes e os Deuses, contudo, seu próprio pai planejou trair sua confiança, com o objetivo de roubar a sabedoria dos Gigantes.

Lago dos Nove

Sábios e atentos, os Gigantes se anteciparam e baniram Odin de Jotunheim. O resultado da ação foi o mais grave possível. Em um acesso de fúria, Odin acabou permitindo que Thor aniquilasse os Gigantes, criando um conflito de proporções épicas entre os dois povos. Se sentindo culpado pelo seu papel no acontecimento, Tyr auxiliou Faye (a mãe de Atreus), a se esconder no Espaço entre Reinos.

Com medo de que Tyr se tornasse poderoso e suspeitando que ele estava planejando um golpe com os Gigantes, Odin acabou prendendo o próprio filho. Além disso, ele espalhou pelos 9 reinos que Tyr estava morto. Como mencionei acima, o trailer confirma que em algum momento do jogo iremos libertar o personagem de seu cativeiro.

Tyr em seu cativeiro

Tyr no Presente: Vingança?

O começo do trailer já indica a direção da trama. Atreus, descontente com sua vida atual, quer saber mais sobre o outro lado de sua descendência. Sem saber dos planos de sua mãe e e sem nenhum contato com seu povo, o garoto, acompanhado de Kratos deve se deparar com Angrboda, a gigante que serve como seu interesse amoroso na mitologia. Curiosamente, Angrboda aparece no trailer e parece ter a mesma idade que o filho do Fantasma de Esparta.

Angrboda, a Guardiã de Jarnvid

Muito provavelmente os pouquíssimos Gigantes que sobraram estejam planejando uma vingança contra Odin e Thor após o massacre de sua raça. Tyr deve ter um papel fundamental nisso, visto que ele é um ser extremamente inteligente e que também possui os Olhos de Bifrost iguais aos de Mimir. Contudo, como já disse no texto, o personagem é conhecido por sua diplomacia e fica difícil de acreditar que ele trairia sua família, mesmo tendo sido preso pelo pai.

Tyr e os Olhos de Bifrost

Curiosamente, na mitologia, o personagem costuma ser bastante referenciado com uma lança mágica. O objeto pode ser uma arma inédita no jogo, o que certamente empolgaria muitas pessoas. Acredita-se que a lendária lança Gungnir, que muitas vezes é ligada à Odin, pertenceu a Tyr em algum momento. Outra arma ligada ao Deus é a Tyrfing, uma espada lendária de uma mão bastante poderosa. Na Edda, Tyr é morto durante o Ragnarok. Seu abate é feito pelo lobo/canino Garm, o Guardião de Helheim. Como God of War tem seguido um percurso próprio, fica difícil prever como eles vão adaptar a história do Viajante. Agora falarei sobre uma TEORIA pessoal:

Minha teoria em relação a Tyr

Com bastante experiência, conhecimento multicultural e uma grande aproximação com Faye, a mãe de Atreus, tudo me leva a crer que o Deus será o próximo mentor do garoto. Acredito que o cultuado Kratos será abatido no Ragnarok, deixando uma lacuna enorme em relação ao preparo de Atreus.

Outro ponto é que Tyr tem bastante proficiência na viagem entre dimensões. Acredita-se que ele tenha visitado países como Grécia, Japão e Egito, logo, ele já deve conhecer as histórias a respeito de Kratos. Muito mais importante do que isso, ele é uma das poucas pessoas vivas que consegue viajar para Jotunheim. Como o jogo vai focar nessa jornada de descoberta de Atreus, talvez a gente acabe visitando o lar de Faye (Laufey) com a proficiência de Tyr.

Tyr, o Viajante

É claro que essa é apenas uma teoria e o estúdio pode seguir para um caminho oposto. Eles podem por exemplo fazer com que ele apoie a família que o traiu, transformando-em um dos antagonistas do jogo. Contudo, não acredito que este seja o caso. Teorias a parte, a conexão do personagem com Odin é inegável, logo, ele certamente terá um papel crucial na trama!

Caso você queira saber um pouco mais sobre a mitologia, recomendo o livro Mitologia Nórdica de Neil Gaiman, você pode efetuar a compra na Amazon através do link abaixo:

Fontes:

Apaixonado por Jogos, principalmente por Indies! Você me encontra lá no Twitter: @ruancarlo_silva

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Desconto em Games
Logo
Registrar Nova Conta
Redefinir Senha
RECEBA PROMOÇÕES NO SEU CELULAR
Shopping cart