Ofertas Greenmangaming

Jim Ryan foi até Bruxelas expressar preocupação com a compra da Activision

De acordo com o Dealreporter, o presidente da PlayStation Jim Ryan viajou para a sede da UE em 8 de Setembro de 2022 para expressar sua insatisfação e preocupação sobre o acordo de US$ 68.7 bilhões proposto pela Microsoft em relação a aquisição da Activision Blizzard. Como foi revelado anteriormente, as últimas semanas foram preocupantes […]

Jim Ryan foi até Bruxelas expressar preocupação com a compra da Activision

De acordo com o Dealreporter, o presidente da PlayStation Jim Ryan viajou para a sede da UE em 8 de Setembro de 2022 para expressar sua insatisfação e preocupação sobre o acordo de US$ 68.7 bilhões proposto pela Microsoft em relação a aquisição da Activision Blizzard.

Como foi revelado anteriormente, as últimas semanas foram preocupantes para a PlayStation em relação ao futuro da franquia Call of Duty e seus respectivos lançamentos que são best-sellers anuais. Segundo Phil Spencer, Call of Duty seria disponibilizado no PlayStation “por mais alguns anos” após o marketing da Activision expirar na plataforma.

Phil Spencer diz que 'não é a decisão certa' aumentar os preços do Xbox -  sobre o jogo

No final do mês, a Sony recebeu a notícia de que o órgão responsável por regular o contrato da concorrência iniciou uma investigação aprofundada sobre o acordo da Microsoft e a Activision Blizzard.

Ao dar à Microsoft o controle de jogos da Activision como Call of Duty, esse acordo teria grandes implicações negativas para os jogadores e o futuro da indústria de jogos.

Queremos garantir que os jogadores do PlayStation continuem tendo a experiência de jogo da mais alta qualidade e apreciamos o foco da CMA em proteger os jogadores.

Ao que tudo indica, o acordo de Call of Duty entre a Sony e a Activision possa cobrir o lançamento de Call of Duty Modern Warfare 2, Warzone 2 e um novo jogo da desenvolvedora da série Black Ops.

Fonte: VGC

Mais notícias:

Compartilhe